Brasileiros correm para a Web depois do expediente

Segundo pesquisa, horário favorito dos brasileiros para acessar a internet é logo após o trabalho, a partir das 19 horas

Uma pesquisa divulgada esta semana revelou a frequência com a qual os brasileiros realizam atividades na internet durante os dias da semana e aos sábados e domingos. E, segundo os resultados obtidos, durante a semana, o horário de maior acesso à web concentra-se entre as 19 e 22 horas. Já em relação aos finais de semana, constatou-se que o período de pico é um pouco mais extenso, começando a partir das 14 e até às 22 horas.

O estudo também mostrou que a presença dos brasileiros na web ao longo dos dias está diretamente relacionada à portabilidade de seus aparelhos. Quem tem o hábito de acessar a internet através de tablets e smartphone, por exemplo, tende a se conectar com maior frequência durante todo o dia e a noite.

Das 1.265 pessoas entrevistadas, 35% revelou acessar a internet através deste tipo de aparelho móvel. O horário de pico deste público no ambiente virtual é, portanto, durante grande parte da manhã (9hs às 12hs), tarde (principalmente logo depois do almoço) e também noite, começando a partir das 19 horas.

Se durante a semana o acesso via tablets e smartphones se dá durante praticamente todo o dia, nos finais de semana percebe-se um alastramento ainda maior nos horários. O acesso começa um pouco tímido a partir das 9 da manhã, ganha força entre as 14 e 17 horas e continua firme até depois das 22 horas.

Como era de se esperar, o cenário é bem diferente quando se fala em acesso à internet através de desktops. A maioria dos entrevistados, 65%, são usuários de PCs e esta parcela concentra sua atividade na web em horários bem específicos: entre as 19 e 22 horas durante a semana e, aos sábados e domingo, a partir das 14 horas e noite adentro.

Intitulada “Horário nobre da internet no Brasil”, a pesquisa monitorou mais de mil pessoas durante as duas últimas semanas de junho de 2012 e foi realizado pelas empresas Hi-Mídia e M.Sense.

Fonte: Info

, , ,