Norton aposta em segurança para redes sociais e celulares

Na apresentação da linha 2013 de seus apps de segurança, a Symantec mostra que a prioridade agora envolve tanto usuários de redes sociais quanto de smartphones.

Há uma forte razão para isso. De acordo com o especialista em segurança cibernética da Norton, Adam Palmer, quatro entre dez brasileiros foram vítimas de cibercrime na internet durante 2011.

A informação é da pesquisa chamada Norton Cibercrime Report 2012, a qual revela que o prejuízo anual por crimes na web corresponde a 16 bilhões de reais no país, fazendo mais de 28 milhões de vítimas brasileiras ao ano. Além disso, o Brasil está em quarto lugar no ranking de países que mais geram ameaças.

De acordo com os estudos realizados, um dos fatores que agravam esse problema é a falta de cuidado que os usuários têm ao acessar páginas na web, além do uso de senhas muito fracas.

Atitudes como esquecer de realizar o “logout” em serviços online, não verificar links e nem configurar as opções de privacidade das redes sociais também foram identificados como comportamentos de risco comuns entre internautas do mundo todo. Um forte exemplo disso foi a repercussão do botão “Dislike” no Facebook – o qual não passava de um golpe cibernético.

Por isso, os novos pacotes do Norton 2013 trazem mais recursos para evitar que usuários sejam expostos à ameaças na web. A nova opção “Scam Insight”, por exemplo, permitirá que os internautas sejam alertados quando alguma página for suspeita, antes mesmo de acessá-la.

Outras mudanças também foram feitas na ferramenta anti-phishing e envolveram grandes mudanças no desempenho dos programas no computador.

O Norton AntiVirus, Norton Internet Security e Norton 360 já são compatíveis com o Windows 8 e começarão a ser comercializados no Brasil a partir do próximo mês. Os valores variam de 49 a 115 reais, para Windows e Mac.

Fonte: Info

, , , , , ,